sexta-feira, 16 de abril de 2010

O interesse pela advocacia agora é coisa do passado...

Com o passar do tempo e o exorbitante crescimento das faculdades de Direito, a advocacia sofreu um fenômeno extremamente negativo. O grande número de advogados atuantes no mercado fez a profissão da advocacia cair em último lugar da preferência dos novos bacharéis. É quase unânime se ouvir que o objetivo é passar em um concurso público, pois, a instabilidade econômica e o medo da frustração, de ser apenas mais um, gera temerário receio nos futuros profissionais do Direito.

Porém, vale dizer que a aprovação num bom concurso público é um investimento árduo que demanda tempo e muita dedicação aos estudos. Enquanto isso, milhares de pessoas, descontentes, frustradas e despreparadas trabalham como advogados “provisórios” até que se consiga a tão sonhada aprovação em um concurso público.

Afora o saudosismo, mas, antigamente se dava mais valor à profissão e a classe era bem mais respeitada. Grandes nomes nos deixaram exemplo do quanto a advocacia foi uma das profissões mais desejadas e honradas no seio da sociedade. É preciso, de alguma forma, reviver este sentimento de amor e sonho impúbere pela advocacia. Ela ainda exerce uma função essencial à Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário